18/05/16

Vereador rebate acusações de boicote na Câmara e explica porque CPI não foi instalada em Serra Branca




O vereador Diógenes Sales utilizou suas redes sociais nesta terça-feira (17) para combater as acusações dos vereadores de oposição Renan Mamed e Paulo Sérgio Barros de que os governistas estão combinados para boicotar a CPI das Notas Frias na Câmara de Serra Branca. Diógenes disse que não teme qualquer investigação, mas que a verdade é essencial.

O vereador apresentou certidão que prova sua presença na primeira reunião agendada para a sexta-feira (13), encontro este que deveria eleger o presidente e relator da CPI. Como a reunião não ocorreu por falta de quórum, foi discutida uma nova data, momento em que foi acordada a terça-feira (17). Diógenes disse que posteriormente ficou combinado para a segunda-feira (16), mas dois vereadores viajaram pensando que seria nesta terça.

 Diógenes disse que estava pronto para a reunião desta segunda (16), mas sabendo da ausência dos outros dois vereadores, preferiu não comparecer, tendo em vista ser uma reunião de muita importância e que seria necessária a presença de todos os membros.


O parlamentar disse: “Não tenho motivos para temer qualquer investigação. A verdade é essencial. Vejam a certidão abaixo, emitida por funcionário da Câmara comprovando que estive presente na reunião. Deus me proteja”, pontuou.

Nenhum comentário:

Postar um comentário