22/06/16

Monteiro registra mais de 100 acidentes com motos nos primeiros meses do ano




O município de Monteiro registrou nos cinco primeiros meses do ano, de Janeiro a Maio, 121 acidentes envolvendo motos. Quatro pessoas vieram a óbito nesse período. Os dados, coletados através do banco de dados do Samu regional, chamam a atenção para os cuidados ao conduzir esse veículo.

No mês de Janeiro foram registrados 27 acidentes envolvendo esse tipo de transporte, dentro desse número, cerca de 21 vitimas estavam sem o capacete no momento do acidente, e 15 sob o efeito de álcool. Uma pessoa morreu.

No mês seguinte, percebemos uma queda no número de acidentes envolvendo o veículo de duas rodas. Dez acidentes foram registrados em Fevereiro, onde desse total, 8 vitimas estavam sem capacete e 7 alcoolizadas.

Já em Março percebemos um aumento considerável, se comparado ao mês anterior; 26 acidentes com motos ocorreram em Monteiro, 9 pessoas estavam sem o principal equipamento de segurança desse veículo, o capacete, e 12 vítimas comprovadamente estavam sob o efeito de álcool, sendo essa a possível causa dos acidentes.

O mês Abril também apresentou um aumento, se houver comparação ao mês de carnaval; 28 acidentes foram registrados neste período, no momento do acidente 12 pessoas estavam sem o capacete e 10 apresentavam sintomas de embriaguez.

No quinto mês do ano, outro aumento é percebido. Trinta acidentes envolvendo motos foram notados nesse mês, desse número, cerca de 14 vítimas estavam sob o efeito de álcool e 18 não usavam no momento do acidente o capacete. Nesse mês, três óbitos ocorreram em decorrência de acidentes.

Sendo possível uma soma geral, chama a atenção a não conscientização de parte das pessoas que conduzem motos. Do total de 121 acidentes, no período de Janeiro a Maio, quase metade dessas pessoas estavam sob o feito de bebida alcoólica, cerca de 58, e mais da metade, 68, não usavam o capacete na hora do acidente.

O Samu e a Polícia Civil de Monteiro ressaltam que esses números podem ser maiores, em especial com relação à óbitos, devido algumas vítimas serem transferidas para Campina Grande e virem a óbito dias ou até meses depois. A esses dados não foi possível o acesso.

Os números alertam para uma maior responsabilidade no tocante as pessoas que conduzem motos. O período de festas juninas já começou em nossa região e é fundamental que as pessoas ao usarem esse meio de transporte utilizem o equipamento de segurança, o capacete. E que se ingerirem bebidas alcoólicas não pilotem suas motocicletas, tendo consciência de que são responsáveis não apenas por sua vida, mas também pela do outro.


Com informações de Elisa Marinho

Nenhum comentário:

Postar um comentário