13/07/16

Agências do BB de Serra Branca, Boqueirão e Cabaceiras funcionarão apenas como posto de atendimento




A informação foi confirmada pelo gerente regional do Banco do Brasil, Adriano Sonntag Maia, em audiência realizada junto ao vice-prefeito de Cabaceiras, Tiago Castro, que na oportunidade representou o prefeito, Luiz Aires, o presidente da Câmara, Renato Maracajá, e o vereador Agnelo Calvalcanti.

O encontro ocorreu na manhã desta terça-feira (12), em Cabaceiras. De acordo com informações do gerente regional, as contas dos aposentados que foram transferidas para outras cidades retornarão para a agência de Cabaceiras.

A agência passará a funcionar como posto, realizando serviços como abertura de contas, renovação de senha e em breve com depósito em cheque.

Neste momento, Adriano Sonntag afirmou aos presentes que a medida também servirá para outras 6 cidade da Paraíba, entre elas Boqueirão e Serra Branca, no Cariri Paraibano.

Se confirmada a previsão, o Banco do Brasil de Serra Branca passa a funcionar sem capacidade operacional para pelo menos 6 cidades do Cariri, que terão que se servir das agências de Taperoá e Sumé para sacar e depositar valores. Os prefeitos desses municípios deverão retirar também as contas de seus servidores da agência serra-branquense, o que causará um grande prejuízo para economia local.

A classe política de Serra Branca segue sem nenhuma mobilização para cobrar a reabertura da agência. Sem nenhuma perspectiva de reação da segurança do Estado, Serra Branca poderá perder uma das mais importantes instituições em funcionamento na atualidade no município, o que deverá provocar reação por parte da sociedade.

Boqueirão também é outra importante cidade do Cariri Oriental e também será um grande retrocesso ficar sem agência bancária, precisando toda a região se deslocar para Queimadas, superlotando a agência.

Para Tiago Castro, vice-prefeito de Cabaceiras, a decisão do banco em relação ao seu município não foi a melhor, mas foi aceitável, tendo em vista a falta de perspectiva de melhoria da segurança local. “Eu gostaria de ver a nossa agência funcionando da melhor forma possível, mas não podemos negar que a situação de Cabaceiras não é um fato isolado. Hoje foi um primeiro passo. Receber o representante do Banco do Brasil afirmando a permanência da nossa agência já é uma vitória, mas a nossa luta vai continuar pelo funcionamento integral” disse.


Com informações de Bruno Lira

Nenhum comentário:

Postar um comentário