22/07/16

Suspeito de manter ligação com grupo terrorista é preso na Paraíba



Uma das dez prisões de pessoas suspeitas de ligação com o grupo terrorista Estado Islâmico, que atua no Oriente Médio, nesta quinta-feira (21) aconteceu em Cabedelo, na Grande João Pessoa. Segundo informações da Polícia Federal, o suspeito foi preso na casa em que morava com os pais e levado para Brasília. O momento do embarque foi registrado com exclusividade pelo cinegrafista Walter Paparazzo.

A assessoria da PF na Paraíba não confirmou se o suspeito é paraibano ou se apenas foi preso no estado.

A operação antiterrorismo aconteceu em todo o país a duas semanas do início da Olimpíada do Rio. Além da Paraíba, as prisões aconteceram no Amazonas, no Ceará, em Goiás, no Mato Grosso, em Minas Gerais, no Rio de Janeiro, em São Paulo, no Paraná e no Rio Grande do Sul, de acordo com a assessoria do Ministério da Justiça.

Foram expedidos 12 mandados de prisão pela 14ª Vara da Justiça Federal do Paraná e os suspeitos ficarão presos temporariamente por 30 dias, podendo ser prorrogado por mais um mês.

Segundo o Ministério da Justiça, a Operação intitulada “Hashtag” encontrou as informações a partir de comentários nas redes sociais e mensagens de texto para “atos preparatórios” para atentados terroristas. “A partir do momento que saíram daquilo que é quase uma apologia ao terrorismo, para atos preparatórios, foi feita prontamente a ação do governo federal, realizando, em 10 estados, 10 prisões desses supostos terroristas que se comunicavam via internet, via grupos, Whatsapp e Telegram”, observou o Ministério da Justiça.

Nenhum comentário:

Postar um comentário