11/08/16

UFCG e UEPB paralisam atividades e cerca de 40 mil alunos ficam sem aula




Cerca de 40 mil alunos das Universidade Federal de Campina Grande (UFCG) e a Universidade Estadual da Paraíba (UEPB) ficam sem aula nesta quinta-feira (11). As associações de professores e técnico-administrativos das duas instituições decidiram seguir o Dia Nacional em Defesa da Educação Pública, campanha que acontece em outras universidades do país.

As categorias protestam contra uma possível reforma previdenciária propostas pelo Governo Federal, o Projeto de Lei 257, que prevê congelamento de salários de servidores, a Proposta de Emenda à Constituição 241, que limita os gastos públicos e o Projeto Escola Sem Partido. Os servidores da UEPB ainda se manifestam contra a lei estadual 10.660/2016, que congelou salários e progressões.


Os professores da UFCG ainda realizaram uma assembleia geral na quarta-feira (10) e aprovaram a adesão a outra paralisação que ocorre na terça-feira (16), convocada por centrais sindicais. A categoria também aprovou ações políticas, administrativas e jurídicas contra injúrias que teriam sido divulgadas nas redes sociais para o sindicato e os professores.

Nenhum comentário:

Postar um comentário