07/10/16

Após 31 dias de paralisação, Bancários aceitam acordo e encerram greve no Estado da Paraíba



Terminou na noite desta quinta-feira (06) a greve dos bancários na Paraíba após 31 dias de paralisação. A decisão foi referendada durante assembléia geral na sede do Sindicato dos Bancários da Paraíba, em João Pessoa e vale tanto para os bancos públicos quanto para os privados.

Nesta sexta-feira (07) os bancos já retomam o atendimento normal.

A greve dos bancários teve início no dia 6 de setembro em todo o país. Segundo o sindicato, na Paraíba, das 138 agências existentes, 125 aderiram à greve.

A paralisação completou 31 dias nesta quinta-feira e superou a de 2004, primeiro ano em que os bancários se uniram para negociar melhores condições para a categoria, segundo a Confederação Confederação Nacional dos Trabalhadores do Ramo Financeiro (Contraf-CUT).

“Nós avaliamos o movimento como positivo, esses 31 dias de greve. Tivemos alguns avanços significativos, como a anistia dos 31 dias de greve, que não serão descontados. Então avaliamos como uma luta válida, dada a dificuldade da conjuntura atual. Os banqueiros tentaram, durante todo o tempo, dificultar as negociações, derrotar os bancários. Não foi o que esperávamos, até porque reivindicamos 14,78%, mas foi a proposta possível. Os bancários estão de parabéns pela disposição, luta e garra”, declarou Marcelo Alves.

A Federação Nacional dos Bancos (Fenaban) apresentou uma proposta de reajuste salarial para 2016 de 8% mais abono de R$ 3,5 mil. Há também 15% de reajuste no vale-alimentação, 10% no vale-refeição e 10% no auxílio-creche e babá. O acordo também abrange licença paternidade de 20 dias e centro de realocação e requalificação. Para 2017 reajuste de INPC mais 1% de aumento real nos salários e em todas as verbas. Sobre os dias parados, todos vão ser anistiados. A informação é do G1.

Nenhum comentário:

Postar um comentário