13/10/16

População sumeense realiza homenagem ao menino Everton, morto há um ano




Na manhã desta quarta-feira (12), dia em que se comemora o Dia das crianças, dezenas de pessoas participaram de uma homenagem ao menino Everton Siqueira da Silva, morto há um ano, em um crime bárbaro que chocou a Paraíba, repercutindo inclusive, a nível nacional.

Na homenagem, além de mensagens, foi realizado um momento religioso que contou com a presença de amigos, familiares e várias pessoas que foram deixar suas homenagens. O lugar das homenagens foi no mesmo local onde Éverton foi achado morto, em um matagal no dia 13 de outubro 2015 com incisões e partes do corpo mutiladas.

Segundo o inquérito policial, o menino foi assassinado durante um ritual na madrugada do dia 11 de outubro próximo ao local conhecido como ‘boqueirão’, na serra de Sumé, próxima ao cemitério da cidade.

Os acusados do crime são a própria mãe, o padrasto, um amigo da família e o suposto pai de santo, conhecido como Etinho, ambos estão presos, a mãe, o padrasto e o amigo da família conhecido como ‘Paulistinha’ estão em presídio em João Pessoa, já Etinho está no presídio em Catolé do Rocha, no Sertão Paraibano.

Vale destacar que, existia uma quinta suspeita conhecida como ‘Batista’, mas segundo o delegado, o homem que era apontado como um dos suspeitos, não tinha envolvimento com o caso e era inocente. Ele foi preso inocente e morto dentro do presídio pelo padrasto do menino.

O Ministério Público denunciou a mãe da vítima, o padrasto, um amigo da família e o suposto ‘pai de santo Etinho’. Eles respondem o processo de homicídio por motivo torpe, crime cruel praticado mediante tortura, impossibilidade de defesa da vítima, ocultação e destruição de cadáver, humilhação a cadáver e associação criminosa. Todos já foram ouvidos pela Justiça e aguardam o Júri.


Com informações de CARIRI EM AÇÃO

Nenhum comentário:

Postar um comentário