21/12/2016

Justiça Eleitoral volta atrás e absolve a vereadora Christianne Leal




O Tribunal Superior Eleitoral (TSE), julgou em sessão realizada em Brasília o registro de candidatura da Vereadora do município de Monteiro, Christianne Leal (PHS) e considerou legal a sua candidatura. Portanto, Christanne Leal ganhou o direito de ser diplomada pela Justiça Eleitoral.

A Vereadora teve o registro de sua candidatura barrada na Justiça Eleitoral em Monteiro e no TRE em João Pessoa e só foi candidata graças a um recurso com efeito suspensivo, porém o caso só veio ser julgado em definitivo agora em dezembro, 02 (dois) meses após a eleição com resultado positivo para a Vereadora, ou seja, Christianne Leal não foi considerada ficha suja pelo TSE e tinha a todo tempo total condição de elegibilidade.

Christianne Leal recebeu a notícia com muita alegria e disse que o resultado foi um prêmio a toda angustia e perseguição que sofreu durante o período eleitoral em que pessoas maldosas e sem escrúpulos espalhavam diariamente pelas ruas da cidade que ela não seria candidata e isso terminou atrapalhando o seu desempenho nas urnas o que fez com que a Vereadora não conseguisse sua reeleição.

“A todo tempo sempre confiei primeiramente em Deus e depois na Justiça eu não poderia ser condenada por algo que o povo de Monteiro sabe muito bem que não pratiquei. Agradeço ainda ao Deputado João Henrique que nunca deixou de acreditar de que eu venceria essa luta na Justiça e muito me apoiou nos momentos de dificuldade em que passei durante a campanha, como também agradeço aos meus assessores Jurídicos (Sergio Bezerra, J.Júnior e Pedro Pires) pela dedicação e profissionalismo e claro agradeço a todos os meus verdadeiros amigos que nunca se afastaram de mim no momento que mais precisei.” Disse Christianne Leal.

A vereadora disse ainda que irá se reunir com seus Advogados para ver a possibilidade de ingressar na Justiça com uma Ação de reparação de danos contra o representante da Coligação Juntos Somos Mais Fortes, responsável pela Representação na Justiça Eleitoral contra a Vereadora. Não terei meu mandato de volta, pois a eleição já passou, mas vou até as últimas consequências para cobrar na Justiça de quem agiu com má-fé e provocou o prejuízo eleitoral que tive com denúncias infundadas contra mim. Finalizou Christianne Leal.


Com informações de OPIPOCO

Nenhum comentário:

Postar um comentário