18/01/2017

Prefeita de Monteiro reafirma que compromissos com obras da transposição estão sendo cumpridos





A prefeita Anna Lorena participou na manhã desta terça-feira, 17, de uma reunião na sede do Ministério Público Estadual, em Monteiro, onde mais uma vez foram debatidas as metas que foram pactuadas em 2016, com relação à agilidade nas obras de Transposição das Águas do Rio São Francisco no trecho que corta o município (Eixo Leste).

A reunião contou com a presença de procuradores e promotores de Justiça, o presidente da AESA João Fernandes, o superintendente da FUNASA Jackson de Araújo Lucena, o secretário executivo da Infraestrutura e dos Recursos Hídricos, Deusdete Queiroga e representantes do Ministério Público Federal, CAGEPA e DNOCS.

Durante a reunião a prefeita Anna Lorena afirmou que o município vem cumprindo rigorosamente o prazo estabelecido durante a última reunião no tocante a conclusão da Estação Elevatória e as duas lagoas de tratamento, além das execuções das obras de saneamento e esgotamento sanitário.

Com relação às ligações clandestinas de esgotamento que desembocam ao ar livre através do canal que corta parte da cidade, a prefeita afirmou que foi realizado um levantamento completo das residências e advertiu os moradores dos imóveis para que a situação fosse regularizada, atendendo assim uma recomendação do Ministério Público Estadual.

“Apesar de o município ter feito todo este levantamento das residências, quem tem a capacidade técnica de coibir em definitivo que estas ligações ocorram é a CAGEPA, mas nós estamos juntos e a disposição para colaborar”, reforçou a prefeita.

O procurador de Justiça Francisco Sagres Vieira de Macedo afirmou que a determinação do Ministro Hélder Barbalho, e o apelo do mesmo são de que seja viabilizada a vazão e a qualidade da água que vai sair a partir de Monteiro com destino à Boqueirão.

PRAZOS DETERMINADOS

Na ocasião foram reafirmados e definidos novos prazos em relação às ações do DNOCS e CAGEPA. De acordo com o compromisso firmado, o DNOCS estará finalizando as obras relativas aos açudes de Poções e de Camalaú (Zé Tourinho), até o final de fevereiro, e a CAGEPA estará concluindo com a supervisão da AESA a sua contra partida nas obras de esgotamento até o final da 1ª quinzena de março.

O DNOCS através de seu representante informou que o atraso em relação às obras de Poções foi motivado por problemas com uma das empresas licitadas, mas que tudo já foi contornado, e em relação à Camalaú, o serviço será entregue em tempo hábil.

Ainda estiveram participando da reunião o prefeito de Camalaú Sandro Moco e o vice-prefeito Ezequiel Sostenes, o vereador e secretário de Planejamento do município Monteiro, Cajó Menezes e Clênio Nóbrega, respectivamente.



Nenhum comentário:

Postar um comentário