26/06/2017

Coluna: OLHO VIVO

Por Simorion Matos

CADA VEZ MELHOR

A cidade de Monteiro está em plena efervescência junina. O São João que já é considerado o 3º melhor da Paraíba atrai milhares de pessoas. Bares, restaurantes e lanchonetes cheios, na cidade e na zona rural.  As pousadas estão lotadas. Nas residências, famílias tiveram que providenciar camas e colchões extras e redes armadas, para acomodar os visitantes. A programação bastante diversificada agrada a todos os públicos. O diferencial este ano é o Sítio São Francisco, com o forró pé de serra a partir das 16 horas. No sábado e no domingo circulou o Buzão do Forró, com muita animação. No sábado aconteceu a Cavalgada Junina e teremos ainda Casamento Comunitário, a Pedalada e a Maratona.

A prefeita Anna Lorena não mediu esforços para realizar um evento grandioso e acompanha pessoalmente toda movimentação, sempre acompanhada da Secretária de Cultura e Turismo, Christianne Leal e de toda equipe. Sucesso total.

SÍTIO HISTÓRICO

O Sítio São Francisco, montado ao lado do Mercado Público, promove através de um belíssimo trabalho cenográfico o resgate de pate da história monteirense. Destaque para a homenagem a Luiz Marcelino, que durante anos foi o ícone da comunicação na cidade, através da Rádio Amplificadora de Monteiro e Rádio Difusora de Monteiro, além de te sido o precursor da propaganda volante, através de carro de som.

A estrutura montada pela Prefeitura está sendo bastante elogiada e tudo é muito organizado. O São João de Monteiro está consolidado no calendário de eventos da Paraíba e proporciona considerável aquecimento na economia regional. O evento será encerrado na quarta-feira, 28 de junho, com show da Banda Magníficos, comemorando o aniversário da cidade.

RECONHECIMENTO DO POVO

A ex-prefeita Edna Henrique, que durante o seu governo promoveu a grandeza do São João de Monteiro e realizou obras da maior importância para o desenvolvimento regional, tem sido bastante cumprimentada durante o evento junino. Acompanhada do esposo, deputado João Henrique, ela está sempre no meio do povo, recebendo abraços de carinho e demonstrações de reconhecimento ao seu trabalho.

Edna Henrique realizou durante 8 anos uma gestão dinâmica e inovadora que transformou Monteiro, trabalho que vem sendo feito no mesmo nível pela prefeita sucessora, Anna Lorena.
                                                     
SÃO JOÃO NO CARIRI

Várias cidades do Cariri também investiram nos festejos juninos e conseguiram realizar bons eventos.

Receberam elogios, entre outros, os festejos juninos de Sumé, Prata, Ouro Velho, São João do Tigre e Taperoá.

A AMCAP – Associação dos Municípios do Cariri e Agreste Paraibano, que tem como presidente o prefeito Ronaldo Queiroz, de Gurjão, está defendendo a criação de um calendário oficial de eventos para o Cariri Paraibano e para isto conta com apoio do SEBRAE.

Vendo os resultados obtidos pelo município de Monteiro, os gestores de outros municípios querem desenvolver atividades turísticas como forma de movimentar as cidades, gerando emprego e renda.

DEFENSORES PÚBLICOS

Repercutiu bastante a ação do deputado João Henrique, criticando a reprovação pela Assembleia Legislativa da Paraíba (ALPB) do reajuste salarial para os Defensores Públicos.

O parlamentar disse que os defensores foram humilhados pela Casa Legislativa após terem sido obrigados a aguardar dois meses pela tramitação do projeto. A categoria luta pela aprovação do reajuste acumulado do Índice de Preço ao Consumidor de março de 2014 a maio de 2017.

Segundo João Henrique, faltou diálogo com a categoria e faltou respeito e sensibilidade ao pleito mais do que justo dos defensores públicos do Estado.
Foi aprovado aumento para o Poder Judiciário, para o Ministério Público, para o Tribunal de Justiça, para o Tribunal de Contas, mas não foi dado à Defensoria Pública, declarou o parlamentar.

BATINGA AUSENTE

Entre os monteirenses que moram fora e que normalmente voltam à terrinha nos eventos festivos, neste São João foi percebida e comentada a ausência de Carlos Batinga. O ex-deputado não foi visto circulando entre os conterrâneos, como sempre fez. Se estiver na cidade, ficou em casa.

A dúvida sobre o recolhimento do ex-prefeito é o motivo da ausência. Seria por conta do esvaziamento político provocado pelo crescimento da liderança de Edna Henrique, do deputado João Henrique e da prefeita Anna Lorena ou seria uma estratégia de “esconder-se momentaneamente” e guardar as energias para o embate do próximo ano?
Enquanto Batinga está recolhido, o deputado João Henrique circula no meio do povo, sorridente e animado. .

PENSAMENTO DA SEMANA:       
                                                                                       
“Quando os soldados se reúnem em pequenos grupos e sussurram entre si, tudo indica que o general já não tem a confiança da sua gente.”
Sun Tzu

COISAS & CASOS

O apologista Lúcio Wellington Amador Batista, meu contemporâneo de colégio, tem nos seus arquivos belíssimos trabalhos do poeta Geraldo Amâncio. No mote TODA LEI ULTRAPASSADA / SÓ FAVORECE O BANDIDO, o extraordinário poeta disse assim:

Se for um parlamentar
Pode ter crime à vontade
Que o dedo da impunidade
Não deixa lhe investigar.
Se alguém o denunciar
É sujeito a ser punido,
Processado e ser tangido
Pra o beco da emboscada;
Toda lei ultrapassada
Só favorece o bandido.

No mote NÃO TEM NADA PARECIDO // COM O AMOR DA MÃE DA GENTE, Geraldo cantou:

A mãe nova ou mãe antiga
Tem coragem como loba
Se tem um filho que rouba
Pra defendê-lo se obriga
Se a polícia lhe investiga
Diz que o filho é inocente
Grita, chora, jura e mente
Defende o filho bandido.
Não tem nada parecido
Com o amor da mãe da gente.

Pra quem mora longe da terrinha natal, Geraldo Amâncio fez no mote FOI COM DOR NO CORAÇÃO / QUE EU DEIXEI O MEU LUGAR:

Não voltei pra minha aldeia,
Já faz tempo que eu não vejo
Meu primeiro realejo,
E a minha bola de meia;
Brincar de toca na areia
Nunca mais pude brincar
Também não fui mais puxar
Na porteira do pião.
Foi com dor no coração
Que eu deixei o meu lugar.

Minha mãe cortou a fala,
Quando eu disse: eu vou partir,
Porém antes de eu sair,
Botou a roupa na mala,
Depois veio até a sala,
Só para poder rezar;
Para Deus me acompanhar,
Ela fez uma oração.
Foi com dor no coração
Que eu deixei o meu lugar.


Contatos com a coluna: simorionmatos@gmail.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário