15/06/2017

Procon requer à Cagepa tratamento adequado para águas da Transposição distribuídas na adutora de Sumé




O Procon com sede em Sumé encaminhou à gerência da Cagepa em Campina Grande um ofício pedindo uma avaliação da qualidade da água que está sendo distribuída para as cidades do Cariri. Segundo o coordenador, Dr. Cristóvão Brasil, a população está reclamando que o líquido está chegando com uma coloração barrenta nas torneiras, o que coloca em cheque a qualidade do abastecimento.

O abastecimento da região começou na última semana a ser feito com água da Transposição através do sistema adutor de Sumé. De acordo com Dr. Cristóvão, a população paga por um serviço de qualidade e é necessário a Cagepa fazer um adequado tratamento da água e manutenção da tubulação por onde ela passa.

O gerente regional da Cagepa de Campina Grande, Ronaldo Menezes, disse que ainda não foi notificado da recomendação, mas diante da informação encaminhou o pedido de esclarecimentos a Subgerência de Tratamento e Controle de qualidade. Ainda segundo ele, se os fatos estiverem a ocorrer uma providência será adotada no sentido de solucionar rapidamente o problema.

Falta de água em Parari

Outra reclamação relacionada à Cagepa vem da população de Parari. O município ficou por mais de 15 dias sem abastecimento e somente ontem começou a chegar um pouco de água nas torneiras.

Ronaldo explicou que também encaminhou pedido de esclarecimento a subgerência do Cariri para esclarecer e apontar as soluções para o desabastecimento na cidade no menor espaço de tempo possível.


De Olho no Cariri

Nenhum comentário:

Postar um comentário