24/07/2017

Simorion Matos fala sobre saúde de Monteiro, política e outros assuntos






CORRENDO ATRAS DO PREJUÍZO

Bastou surgir a possibilidade de uma união dos partidos de oposição para apresentação de uma candidatura forte ao Governo da Paraíba nas eleições do próximo ano, para o governador Ricardo Coutinho baixar a bola e passar a ventilar a idéia de uma composição com o PMDB de Zé Maranhão. Antes, os partidários de RC se achavam imbatíveis e não admitiam sequer conversar com outras legendas.

Os conselheiros do governador certamente mostraram ao mandatário paraibano que uma possível união de Luciano Cartaxo, Manoel Júnior, Cássio, Rômulo Gouveia, Zé Maranhão e outras lideranças permitiria a formação de uma candidatura muito forte, pondo em risco a permanência dos girassóis no comando do Palácio da Redenção.

Pelo que se observa o namoro entre PSB e PMDB está evoluindo. Resta saber se acontece o casamento e se o noivo será João Azevedo ou um peemedebista.

NAS OROPA

O artista monteirense Flávio José, ícone da música nordestina, está arrumando o matulão para uma turnê pela Europa. Participará do Festival de Forró de Colônia, na Alemanha, no período de 28 de setembro a 1 de outubro.
Com certeza fará bonito, mostrando a força e a beleza da música nordestina.

EM PRINCESA ISABEL

O deputado João Henrique esteve na sexta-feira (21) em Princesa Isabel, acompanhado da esposa Edna Henrique, ex-prefeita de Monteiro e diretora do Grupo João Henrique de Comunicação. O casal foi recebido pelo casal de empresários Ceição Casusa e José Casusa e, no encontro, foram tratados vários temas em benefício da região, devendo muitas novidades ser apresentadas brevemente.

SAÚDE NOTA DEZ

Aumentam a cada dia os elogios da comunidade aos serviços oferecidos pela Prefeitura de Monteiro, notadamente na área da saúde.

Na semana passada a prefeita Anna Lorena coordenou pessoalmente a realização de 200 cirurgias de catarata. Ela também determinou que o programa de próteses odontológicas passe a funcionar também na zona rural e já definiu que no início do próximo mês será atendida a comunidade de Queimadas. 

A UPA de Monteiro tem estrutura de hospital particular, sendo considerada uma das melhores do estado da Paraíba. O CEMED ampliou as especialidades oferecidas à população, enquanto o SAMU Regional mostra eficiência, salvando vidas.

VERDADE GLOBAL

Com todo respeito que tenho aos que combatem a Rede Globo de Televisão, não considero que a vênus platinada seja a vilã da comunicação, com muitos apregoam, embora há quem ache que a emissora dos Marinho fomentou o golpe militar de 1964, e se utilizou dele para fortalecer o monopólio.

Acompanho diariamente os noticiários da emissora. Vejo, por exemplo, que determinada notícia sobre os acontecimentos no poder, antes de serem divulgados por ela, já teriam sido meia hora antes exibidos no JORNAL DA BAND, no SBT ou em outros canais. Mas só repercute o que saiu na GLOBO que, inclusive, tem o cuidado de divulgar as matérias e divulgar também o esclarecimento da parte envolvida na notícia.

Uma coisa é certa: a emissora faz tudo com muita competência, criatividade e profissionalismo. Talvez essa diferença em relação às demais, provoque essa insatisfação de quem é seu crítico e, ao mesmo tempo, seu telespectador e contribui decisivamente para garantir a sua imensa audiência. .

PENSAMENTO DA SEMANA:

“O orçamento nacional deve ser equilibrado. As dívidas devem ser reduzidas, a arrogância das autoridades deve ser moderada e controlada. Os pagamentos a governos estrangeiros devem ser reduzidos se a nação não quiser ir à falência. As pessoas devem, novamente, aprender a trabalhar, em vez de viver por conta pública.”
(Marcus Tullius Cicero 106 – 43 a.C)

COISAS & CASOS

1968: Arnaldo Lafayette é eleito prefeito de Monteiro com maioria de 25 votos
É O MUNDO TODO!!! O slogan da campanha do MDB (Movimento Democrático Brasileiro) soava forte nas ruas de Monteiro, criando um clima de efervescência democrática em plena ditadura militar. O candidato emedebista, Arnaldo Lafayette, era carismático.

Na época, era comum dar apelidos aos partidos e candidatos. Arnaldo era O VELHO DA BANDEIRA. Seu opositor, o dentista Antenor Campos, candidato pela ARENA (Aliança Renovadora Nacional) era o JACU BALEADO.

A campanha foi a mais disputada da história política de Monteiro. O então prefeito Alexandre da Silva Brito apoiava Antenor, enquanto Arnaldo conseguiu reunir um forte grupo oposicionista e tinha como vice o fortíssimo Sebastião César de Melo.

Na campanha verde-branco da oposição, a marca forte era a ala feminina e as passeatas organizadas por dona Marina Franca César. O animador dos comícios, Cici de Filó. A música oficial, composta e cantada por Lola do Rojão, tinha como refrão:

“Nós vamos votar
No Velho da Bandeira
E a cidade inteira
É que vai ganhar”

Já no meio da campanha, Lola do Rojão compôs e gravou uma outra música que empolgava os eleitores, a partir de então já apelidados de MORCEGOS.

“Monteiro, Cidade-Modelo
E Arnaldo é o primeiro
A ganhar esta eleição,
É O MUNDO TODO
De bom coração”

O apelido de MORCEGO aos emedebistas fora criado porque Arnaldo Lafayette era tido como “esquerdista”. Os seus seguidores, embora fossem muitos, eram encarados como repugnáveis.

Chegado o dia 15 de novembro o povo encheu as ruas e foi às urnas. Encerrada a votação, a cidade parou enquanto aguardava o resultado.

Como não existia pesquisa de boca de urna, uma grandiosa interrogação pairava no ar: era realmente O MUNDO TODO a favor do Velho da Bandeira?

Um a um, cada voto marcado na cédula de papel, foi contado pela Junta Apuradora. E ao final de intermináveis horas de espera, os foguetões pipocaram noite adentro. Por uma maioria de apenas 25 votos, o filho de Joaquim Lafayette era eleito prefeito de Monteiro.

Contatos com a coluna: simorionmatos@gmail.com


Por Simorion Matos

Nenhum comentário:

Postar um comentário