19/09/2017

Polícia investiga possível clonagem de cartões da Caixa Econômica em Monteiro





A gerência da Caixa Econômica do município de Monteiro, no Cariri da Paraíba informou que, desde o início de setembro, cerca de trinta pessoas procuraram a instituição para fazer reclamações que não conseguem sacar benefícios. O caso já está sendo investigado pela Polícia Civil e a suspeita é que os clientes tenham tido seus cartões clonados. 

A principal reclamação dos clientes da agência é que não havia dinheiro na conta para sacar, sendo que todas são seguradas do INSS. Segundo a Polícia Civil, as vítimas já prestaram depoimento na delegacia. As investigações já tiveram início e a suspeita inicial é que as pessoas tenham tido os cartões clonados, através de um aparelho conhecido como "chupa cabra", que teria sido instalado em um dos caixas eletrônicos da agência para clonar os dados dos beneficiários que utilizaram o caixa.

Ainda conforme a polícia, as câmeras de segurança da agência já foram analisadas e um homem foi identificado como possível suspeito, mas a identidade dele é desconhecida. Até a manhã desta quarta-feira, 20, ninguém havia sido preso e quem vai dar continuidade as investigações é a Polícia Federal.

Os saques com os cartões possivelmente clonados foram realizados em várias cidades do Brasil. As vítimas não possuíam chips no cartão, o que pode ter facilitado o processo de clonagem.

A Caixa Econômica disse em nota que “após a denúncia e realizada a perícia haverá ressarcimento a todos que tenham direito de recebê-lo” e complementou afirmando “que coopera integralmente com as investigações dos órgãos competentes”. O beneficiário que detectar o problema deve procurar a gerência da Caixa em Monteiro. A instituição não informou quais medidas de segurança tomou após o ocorrido.


Elisa Marinho

Nenhum comentário:

Postar um comentário