19/10/2017

Prefeito do Congo reduz salário para quase a metade e reduz contratados

Através do Decreto nº 185/2017, já publicado no Diário Oficial do Município, o prefeito do Congo-PB, Júnior Quirino, reduziu o próprio salário, do vice-prefeito e secretários municipais em 40%. A medida é parte integrante de uma série de outras medidas adotadas pelo prefeito, visando conter despesas e equilibrar as finanças do município. O prefeito reuniu todos os funcionários do município para comunicar as medidas.
A redução de salários na casa dos 40% atinge também os cargos de Chefia de Gabinete e Procuradoria Municipal. Os funcionários de terceiro escalão da prefeitura – coordenadores de divisão, tesoureiro, assessores, diretores de departamento, diretores escolares e diretores adjuntos – terão redução de 30% em seus vencimentos, de acordo com o decreto cuja validade se estende até o dia 31 de dezembro deste ano.
Além da redução salarial decretada pelo prefeito, os secretários deverão realizar um levantamento detalhado de despesas consideradas não essenciais que possam entrar também na linha de corte. O intuito é manter somente o que for essencialmente necessário ao funcionamento, prezando pela legalidade em todas as medidas.
Estamos enfrentando um período nefasto referente à condição financeira e econômica, não só no Congo, mas em praticamente todos os municípios, especialmente os do nosso porte. Temos feito um esforço enorme para manter nossas contas controladas, mas o momento é muito difícil. O repasse das verbas caiu bruscamente e as previsões apontam para novas quedas no próximo mês. A nossa única saída é cortar gastos onde nos é possível cortar, caso contrário haverá um desequilíbrio generalizado”, justificou o prefeito.

Com relação aos cargos comissionados e prestadores de serviços, o prefeito Júnior Quirino convocou a todos para uma reunião que fora realizada na última terça-feira, e anunciou exoneração coletiva em todas as áreas, permanecendo apenas os funcionários que atuam em funções estratégicas e essenciais, estando todos passíveis de realocação.
Não é nada fácil reunir vocês aqui para anunciar sua exoneração em meio a tantas outras medidas desconfortáveis que temos que igualmente tomar. Queria eu poder não ter que passar por isso! É doloroso para mim assim como é para vocês. Porém é a maneira que encontramos para tentar amenizar os efeitos da crise que estamos enfrentando. E isso não é um “privilégio” nosso; outros tantos município estão tomando medidas similares às nossas. É extremamente difícil para todos nós, mas espero contar com a compreensão de vocês”, disse Júnior Quirino durante sua fala na reunião.


Nenhum comentário:

Postar um comentário