23/01/2018

Wellington Roberto reafirma que PR não rompeu com Ricardo




O deputado federal e presidente do PR na Paraíba, Wellington Roberto (PR), comentou nesta segunda-feira (22) sobre a aliança com o PSB e o governador Ricardo Coutinho após seu filho, o ex-secretário de Esportes Bruno Roberto (PR), entregar o cargo semanas atrás. Conforme o parlamentar, não houveram desentendimentos e isso não significa um rompimento de relação com os socialistas. E ainda foi além, rechaçou possibilidade de apoiar Luciano Cartaxo (PSD) em candidatura ao Governo do Estado.

“Acredito que nessa história temos que dar um ponto final, nessa questão da entrega do cargo de Bruno Roberto. Não houve reivindicação de cargo algum por parte do PR, nem por Wellington Roberto, Caio Roberto, nem muito menos de Bruno Roberto. Estive com o governador e com o secretário de planejamento [no ano passado], e fiz ver ao governador a necessidade de Bruno entregar [o cargo], pedi uma substituição, o governador pediu que ponderasse e deixasse para acontecer agora no início do ano. Já alertava que queria que para Bruno ser liberado”, afirmou Wellington Roberto.

Questionado se isso significaria um rompimento com o atual governo, Wellington foi categórico. “De forma alguma, continuo da base. Essa cogitação de rompimento não existe. Os gestos do governador serão os meus gestos”, disse.

De acordo com o parlamentar, a necessidade da saída de Bruno Roberto é devido a precisar usá-lo “na condição partidária, para administrar e ver diretórios”. E também na condição interna na secretária, Bruno comunicava sobre inviabilidade da gestão dele.

Wellington disse que Ricardo Coutinho pediu uma indicação para o cargo e isto não foi feito por parte do PR. “Não indicamos e não vamos indicar”, declarou.

Surgiram rumores nos bastidores político de que o PR poderia apoiar Luciano Cartaxo (PSD), coisa que o presidente da sigla republicana rechaçou. “Boatos de que o PR apoiaria Luciano Cartaxo, não existe, nunca existiu. Wellington Roberto não tem nenhuma afinidade com o atual prefeito, apesar de respeitá-lo, na pessoa dele como político, mas não tinha, não teve”, afirmou.


CARIRI EM AÇÃO

Nenhum comentário:

Postar um comentário